leomane
Entrevistas

Bate papo com Leomane

By on 8 de dezembro de 2016

CDM : Hoje estamos batendo um papo  com Leomane, que, na minha  opinião, é um dos melhores players brasileiros e extremamente simpático também, pelo menos essa é a impressão que eu (Jcmoraes) tenho.

LEOMANE : Opa, Obrigado! Fico feliz que você tenha esta impressão de mim

CDM : Léo, fale para gente um pouco de você, seu nome, idade, onde nasceu, estuda?

LEOMANE : Meu nome é Leo Almeida, moro no Rio de Janeiro e tenho 18 anos, terminei  meu ensino médio ano passado, não entrei na faculdade pois resolvi me dedicar mais ao Hearthstone, jogo pelo time BigGods

CDM : Então ta namorando, ficando…

LEOMANE : Ahahahahahahahaa, esta parte ae é a mais nebulosa cara, infelizmente…

CDM : Bom então abafa NÉ… vamos passar para próxima pergunta, hahahahahahahaa

LEOMANE : hahahahaha que fase.

CDM : Tá bom, vamos para a próxima.

CDM : Hoje você vive numa gaming house?

LEOMANE : Sim

CDM : Conta para gente esta história sua, como veio parar numa gaming house, e como é a convivência  com a galera, quantas pessoas moram com você, sente fala da sua família, joga o dia todo?

LEOMANE : O objetivo da gaming house é você focar no jogo, é diferente quando você está em casa com seus  afazeres, e o fato de você estar lá, se preocupar com nada, somente o  foco no jogo pois o ambiente de lá é mais serio,  alem de você não se preocupar com nada, a gente já tinha pago estadia, alimentação, tudo  pago pela BIGGODS , quantidade a gente chegou a dezoito, pois não é só Hearthstone, tem outros jogos também, tipo quando acabavam as partidas de campeonato de Lol, o pessoal vai embora . Quando eu sai de lá, tinham 07 pessoas,  depende muito da época que de como estão os jogos de campeonato.

CDM : Então nesse momento você não esta morando na gaminghouse?

LEOMANE : Não, estou em casa no Rio, neste momento como não tem campeonatos de Hearthstone e a gaminghouse vai mudar de lugar, por enquanto estou morando aqui no Rio de Janeiro, talvez ano que vem eu volte a morar, não está certo ainda onde vai ser a gaming house, se vai ter ainda…  Por enquanto, nada está certo ainda.

CDM : Quanto à convivência?

LEOMANE : A cara era super tranquilo, e eu sou de boas, eu me dou bem com as pessoas, mas todo mundo lá era de boa, pelo menos o pessoal que morava lá.No começo, não senti falta da família, mas conforme o tempo passava, eu comecei a sentir falta, mas quando bateu este sentimento, eu colocava na minha cabeça que a qualquer momento, se precisar, volto para casa.

CDM : Você já foi quantas vezes para o exterior? E quais países?

LEOMANE : Coréia no ano passado, na special match contra o Humbo, e este ano fui para a DreamHack nos Estados Unidos.

CDM : Como foram estas viagens? Conte para nós

LEOMANE : Foi muito legal, mas na Coréia foi a melhor viagem que eu já fiz, digo que foi um sonho. Lá na Coréia, as pessoas são muito diferentes, não apenas pelo idioma, mas dá para ver claramente pelo comportamento das pessoas. Aqui no Brasil, nunca fui parado na rua, e lá na Coréia, fui parado nos dois dias lá, por conta do jogo ter passado na TV, pois a televisão é aberta, e transmite as partidas.E em restaurante dois garçons vieram pedir autógrafo e tirar fotos, pois tinham me visto na televisão. Eu fiquei muito feliz, e para ser sincero, nem sabia como lidar com isto, mas foi muito maneiro.No exterior o e-Sport é muito mais difundido do que aqui, então os players são mais conhecidos, aqui no Brasil agora que está chegando o e-Sports.

CDM : Agora vamos falar de Hearthstone! Desde quando você joga e a partir de qual momento que você pensou “agora da para jogar competitivamente”?

LEOMANE : Bom, eu jogo desde o beta, quando consegui minha chave, e antes, jogava Magic e já tinha o objetivo de jogar competitivamente, ainda quando conheci o Hearthstone  e como estava no começo, teria uma chance melhor, mas logo duas semanas depois, já começaram a existir torneios.

CDM : Uma coisa que gente percebeu é que a maioria dos jogadores veio do Magic. Você acha que isto facilita mais?

LEOMANE : Com certeza, dá um pouco mais de vantagem ,não necessariamente Magic, mas também quem joga xadrez ou poker.

CDM : Uma coisa que eu reparei nos jogos é que o pessoal espera terminar a cordinha, e eu reparei que você joga mais rápido, isso é por você ter o raciocínio rápido?

LEOMANE : Ahahahahaha, nossa, ninguém nunca perguntou isso, mas você tem razão sim, eu jogo muito rápido, tenho o raciocínio rápido sim. Como o HS é um jogo de turno, tem Mulligan seletivo. Normalmente, num jogo de zoo contra zoo, você já sabe o que vai acontecer, mas uma das razões também é que no turno do adversário, eu já fico pensando no que fazer, mas o correto mesmo para quem joga Hearthstone, é usar todo o tempo a seu favor, e tentar ver as inúmeras variáveis possíveis que possam existir.

CDM : O que necessita  para se tornar um jogador profissional?

LEOMANE : Então, eu acho que o HS é jogo de estratégia, a qualidade do treino é mais importante do que a quantidade de jogos, pois todo turno pensar porque ele fez isso, porque eu fui punido. É diferente de um CS, que quanto mais você joga, maior habilidade física e conhecimento das fases você terá.

CDM : Qual sua classe favorita?

LEOMANE : Hahaha, eu não tenho assim uma favorita, mas eu gosto muito do Hunter.

CDM : Quais seus decks preferidos?

LEOMANE : Eu gostava muito do Patron, mas hoje não existe mais.

CDM : Quais são as suas cartas favoritas?

LEOMANE : Ah cara, eu não sei muito responder isto, a forma que eu jogo depende muito do deck que você vai jogar, a classe, mas não me apego muito a uma carta. É como eu disse, gosto mais do Hunter, devido às variáveis que ele oferece.

CDM : Se você tivesse o poder de melhorar o jogo, o que você faria?

LEOMANE : Eu acho que o guerreiro é uma classe com Justicar Veras, é muito injusto jogar contra, é desbalanceado. Acho que deveria ter um limite de armadura, fora que é considerada um anti-jogo. E eu também mudaria o Barnes. Acrescentaria um modo de Torneio no jogo, porque você sente que recebe algo em troca. Ladder é chato de jogar, pois você não tem recompensa.

CDM : Por que você acha que ainda nenhum brasileiro conseguiu ser campeão mundial de HS em sua opinião?

LEOMANE : O problema é que poucas equipes no Brasil levam o jogo a sério. Estamos atrás na proporção de equipes brasileiras para as equipes de fora. E nem sempre os melhores são classificados, já que o Hearthstone envolve o fator sorte. A competição não é justa, neste sentido.

CDM : Você pagaria para participar de algum campeonato presencial aqui no Brasil?

LEOMANE : Não faz parte da cultura da Blizzard ter eventos presenciais, não há interesse na parte deles, mas seria muito bom. E se você bancar um torneio presencial fica muito caro. E quando rola torneio presencial, tem patrocínio.

CDM : Gostaríamos que você desse uma opinião, elogios, críticas e sugestões sobre nosso site Curva de Mana, e o que você gostaria de ver em nosso site. Isso é muito importante para nós.

LEOMANE : Tenho pouco contato com os sites de Hearthstone. Sinto falta do Meta Snapshot em sites brasileiros.  Mas os que eu mais li, foram o do Marduk, o seu(CURVA DE MANA), e o da TempoStorm, para ver o Meta Snapshot.

CDM : Você faz Coach?

LEOMANE : Sim, eu cobro 50 reais a hora. Se for um horário maior, a gente vê um pacote.

CDM : Você acha que fazendo coach, a pessoa melhora?

LEOMANE : Os alunos que eu já tive, 5 pegaram legend, mas acho que faz muita diferença se você não tem idéia do jogo.

CDM : Quantas aulas você acha necessárias para pegar lendário?

LEOMANE : Teve um cara que tava no rank 5, e pegou legend em 6 horas. Mas em 1 ou 2 horas, seu jogo já melhora bastante. Eu melhorei muito quando nos eventos fora do país, eu conversava com outros players.

CDM : Quais os melhores jogadores brasileiros, na sua opinião?

Eu acho que o nível no Brasil é bem próximo, mas acho que Coglorin, Vct, Neves e Rase são bons demais. Tem muitos jogadores bons, mas acho que esses se destacam.

CDM : 99% dos jogadores profissionais não curtem páginas de conteúdo. Digo por mim, sentimos falta do apoio de vocês, porque estamos juntos nessa.

LEOMANE : Da minha parte, é descuido. Por exemplo, ontem entrei na página do Rase para ver um deck, e não curti a página dele.

CDM : Deixe uma mensagem para os nossos leitores.

LEOMANE : Muito obrigado pela entrevista, acho que foi bem legal. Se der, por favor, curtam a página da Curva de Mana, e também a minha página.

CDM : Agradecemos muito por você ceder um pouco do seu tempo para nós, e espero que quando inaugurarmos nossa stream, você compareça nela, para jogarmos e batermos um papo.

LEOMANE : Eu é que agradeço pelo espaço.

 

 

TAGS
RELATED POSTS
CURVA DE MANA
São Paulo - SP

Olá, você apareceu! Que bom que você voltou!

INSTAGRAM
VIDEO EM DESTAQUE
FACEBOOK
PUBLICIDADE
AGENDA
dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031