pandacopa
Entrevistas

Campeão Pandaria Cup desta semana

By on 17 de junho de 2016

Olá Pedro! Em primeiro lugar, parabéns pela conquista, e gostaríamos de agradecer por você ceder um pouco do seu tempo com nós, do site Curva de Mana, concedendo-nos esta entrevista.

Curva de Mana : Conte- nos um pouco sobre você, sua vida, enfim, fique à vontade.

Pascoa : 19 anos, nasci em Ponta Grossa – PR mas vivi minha vida inteira em Curitiba. Nesse momento estudo Engenharia Eletrônica na UTFPR, só que pretendo largar pra fazer Psicologia Não trabalho, só como jogador/streamer mesmo que não é bem um “trabalho” mas também não é não fazer nada No momento solteiro e querendo ficar assim, tava num namoro mas deu bem errado e tal haha

Curva de Mana : Como conheceu a Pandagaming e o que acha do trabalho deles?

Pascoa: Se não me engano, conheci pelos grupos de facebook… Um dos primeiros torneios que joguei foi deles, e continuo jogando sempre até hoje (e inclusive tô jogando na Legendary League deles), e eu acho o trabalho do Boccato e do Remy incrível, sou bem amigo dos dois e eles são não só ótimos como pessoas como ótimos administradores.

Curva de Mana: O que você acha das transmissões do Bruno Comarox ?

Pascoa: Pra ser bem honesto eu não assisto muito as transmissões de torneios porque eu não gosto muito da maioria dos comentaristas, mas o Comarox consegue dar muita empolgação, e ele sempre tá jogando fora do horário de caster e vive se aperfeiçoando. Se ele achar alguém massa pra comentar com ele, tem futuro como sendo um dos melhores narradores do Brasil, mas claro que fica pra trás do Deathbringer que é narrador e jogador do meu time hehe.

Curva de Mana: A quanto tempo joga Hearthstone?

Pascoa: Não lembro se completa 2 anos na metade de junho ou de julho, mas foi nas férias de 2014

Curva de Mana: Você já se considera preparado para entrar no mundo profissional?

Eu já me considero nele, apesar de recém-chegado. Estou há mais de um mês fazendo livestreams, jogando campeonatos frequentemente, vez ou outra pegando uma colocação legal.

Curva de Mana: O que necessita para se tornar um jogador profissional?

Pascoa: Para se tornar um jogador profissional, é necessário principalmente ficar bom, e pra isso tem jogadores que preferem jogar muito e tem jogadores que preferem estudar muito o jogo. Eu não jogo muito, mas eu amo estudar o jogo e tentar identificar as melhores listas, escolher bem quais decks levar, e com conhecimento o suficiente do jogo dá pra ter uma ótima performance. Acho que estudar e treinar o jogo são duas coisas que precisam uma da outra, não adianta só ter uma delas, e recentemente estou tendo que treinar muito mais que antigamente. Outra coisa importante é persistência. Assim como poker, é um jogo de estatística e probabilidades, então é necessário jogar bastante

Curva de Mana: Qual sua classe prefeirda ?

Pascoa : Eu AMO jogar de Freeze Mage e de Miracle Rogue. O motivo de eu ter continuado a jogar Hearthstone no começo foi ter assistido o RDU ganhar um campeonato usando Freeze Mage, e posteriormente ver o Kolento jogando de Miracle Rogue. Por mais que eu goste de outras classes e estilos, eu levo Freeze Mage em 95% dos torneios que jogo e tento fazer ele funcionar de alguma forma. Rogue não tanto, mas sempre amei muito as duas classes.

Inclusive, minha carta favorita está nos dois decks: Bloodmage Thalnos

Curva de Mana: Temos vários sites com listas prontas de decks. Você preferiu escolher um e seguir ou você monta seus proprios decks?

Pascoa: É uma mistura dos dois. Eu estudo as decklists dos profissionais e sempre que vejo uma decklist com uma única carta diferente já analiso e penso na minha opinião sobre ela. As listas que utilizei ontem, por exemplo, são todas de decks populares (Zoo, Miracle Rogue, Freeze Mage e Hybrid Shaman). O Freeze Mage eu peguei do Laughing que eu considero o melhor freeze mage do mundo, e eu estava usando antes disso uma lista com uma única carta de diferença. O Shaman é a mesma lista do Xixo, que é um jogador fenomenal, e eu acredito que não tenha mais como refinar essa lista, apenas techar ela contra algum adversário específico, mas optei por não techar nada. Já o Zoo e o Rogue são decks que sempre tive experiência montando minhas próprias listas, e com base nas listas de vários jogadores montei essas duas listas tentando valorizar principalmente consistência.

Curva de Mana: Quais os nossos melhores jogadores na sua opinião?

Pascoa: Os melhores jogadores brasileiros eu não sei dizer, não acompanho tanto o cenário. Mas eu sei que os meus parceiros de treino (Casanova, ZnZ e Garifar) jogam muito bem! Tenho muitas esperanças pra eles no futuro

Curva de Mana: Hoje nosso cenário tem poucos jogadores competitivos, o que podemos fazer para melhorar isso?

Pascoa : Bem, as qualificatórias pro Mundial são baseadas em um sistema de pontos aberto a todos os jogadores. Qualquer um pode chegar lá, e se tem poucos jogadores brasileiros é porque falta investimento desses jogadores – eu incluso. Se os jogadores brasileiros continuarem melhorando, chegarão lá. Com os recentes investimentos da ESPN, da ESL, da Panda Gaming e de times (como o meu time – ProGamers) estão chegando novos jogadores promissores no cenário. Esse ano está acabando competitivamente visto que após as preliminares da Summer não teremos mais os pontos trimestrais, mas ano que vem o Brasil vai chegar com tudo no Hearthstone!

Curva de Mana: Algumas dicas para os jogadores que querem chegar a Lendário ?

Pascoa: Para chegar ao ranking lendário o que eu recomendo é melhorar. É importante conhecer bem o deck que você vai utilizar para chegar lá assim como conceitos de jogo pra poder cometer o menor número possível de erros, mas também é importante conhecer vários decks pra poder escolher o melhor pra chegar lá. Um erro comum é achar que um rank 5 joga igual um lenda, visto que no fim do mês é muito fácil pra um jogador lendário ter uma winrate maior de 70% do rank 5 ao lendário.

Curva de Mana: Se voce tivesse o poder de incluir alguma melhoria no jogo, o que você faria?

Pascoa: A coisa que eu mais quero é um sistema de torneios dentro do jogo, mas entendo que a blizzard tem focado seus recursos em criação de cartas novas, é complicado pensar em tanta coisa nova. Acho que a blizzard está andando devagar, mas eles não estão dando nenhum passo em falso/na direção errada. O sistema de rotação foi maravilhoso pro jogo, e o competitivo promete variar bastante a cada ano.

Curva de Mana: O que você mais sente falta dentro da comunidade do Hearthstone ?

Dentro da comunidade brasileira falta um pouco de apoio. Vários amigos meus reclamam que os gringos ganham mil doações nas streams enquanto os brasileiros sequer dão like nas páginas e nas publicações (que seriam coisas ótimas pra atrair patriocinadores, que são o que incentiva o cenário). Entretanto, a comunidade tem melhorado bastante e sendo bem apoiadora. O Hearthstone está caminhando pra um lugar muito bom.

Curva de mana: Você já conhecia nosso site?

Pascoa: Eu conhecia o nome; meu próprio parceiro de treino (Garifar) faz artigos pra vocês de vez em quando. Entretanto nunca parei pra entrar no site, eu costumo buscar minhas informações direto da fonte (como o Twitter do LaughingHS, do Amnesiac, e afins)

Curva de Mana: O que você acha da nossas entrevistas?

Pascoa: Acho bem interessante, incentiva os jogadores a se esforçar pra repetir os resultados bons.

Curva de Mana: Espero que voce nos prestegie,com visitas ao nosso site a partir de hoje kkkkkkkk !

Pascoa: Com certeza estarei de olho no site no futuro!

Curva de Mana: Deixe  uma mensagem para nossa comunidade Hearthstone.

Pascoa: Treinem, estudem, melhorem e sejam persistentes que um dia vocês chegam lá!

Curva de Mana: Joga algum outro jogo além de Hearthstone? Quais?

Pascoa: Eu com 11 anos participei do campeonato nacional de pokémon TCG (apesar de ter tido uma colocação péssima), sempre amei jogos de cartas, já organizei campeonatos de Truco pra galera da minha faculdade, adoro sair pra jogar poker (torneios gratuitos hehe), faço mágica com baralhos, amo jogos (até pq meu pai é professor de Xadrez então eu tenho envolvimento com jogos de estratégia desde muito novo).Só jogo truco e poker atualmente – nenhum outro jogo conseguiu manter meu interesse, por mais que tenha procurado

Curva de Mana: Alguma pergunta que você gostaria que eu  fizesse e não foi feita?

Pascoa: Deixa eu pensar, sim tem uma “Como você conheceu seu time? Quais as vantagens de estar num time?”

Eu conheci o “chubakah” num Fireside aqui em Curitiba, que eu ganhei Emoticon tongue
Ele tava buscando jogadores bons pra um time de Hearthstone, e o meu atual parceiro de time Deathbringer me recomendou. Eles me arranjam equipamento pra streamar, além de divulgação e investimento – além de já comprarem duas vezes 60 packs pra mim, me levam pra eventos como o Shinobi Spirit com lista VIP, me alimentam lá, etc., e me arranjam um apoio moral INCRÍVEL (quem acompanha minhas lives vê que sempre tô conversando com alguém e rindo bastante). Eu conheci eles num momento ruim da minha vida, e têm sido o que está me fazendo superar os problemas e continuar empolgado no jogo. Um dos poucos times que investe e se preocupa com os jogadores assim!

Curva de Mana: Você disse que faz stream de jogos. Deixe seu Canal, Facebook e seu time aqui para divulgarmos também.

 

facebook.com/pascoahs
twitch.com/pascoahs

Equipe ProGamers

https://www.facebook.com/eSportsProGamers/

Abaixo Relação de decks usados pelo Páscoa na conquista da Pandaria Cup

decklistpascoa

 

TAGS
RELATED POSTS
CURVA DE MANA
São Paulo - SP

Olá, você apareceu! Que bom que você voltou!

INSTAGRAM
VIDEO EM DESTAQUE
FACEBOOK
PUBLICIDADE
AGENDA
junho 2016
D S T Q Q S S
« mai   jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930